Miséria

 

Eis que a subversão se faz necessária

A imperativa sujeição torna-se intragável

Ácidas chuvas, assaz desiguais

Corroem o mudo intelecto dormente

 

De nossa massa amorfa que mofa

Enfileirada na mórbida suposta vaga civil

Gargantas cortadas, pulsos dilacerados, assaltos a mão armada

Ilegais transações suadas pela básica cesta social prometida

Assassinado brio d’alma que se desloca sedenta

 

Entre lamas de desilusões

Aos farrapos incondicionados

Exércitos de excomungados

Tiros de todos os lados

Televisivas balas escatológicas

Inseridas ambições artificiais do vão consumo…

 

Mas caia, que entre rachas e bordoadas

Sempre há espaço exploratório entre os ratos

De homens, a carcaça carcomida

De ovelhas, o ímpeto rebanho

De ilusões, qualquer carnaval ou campeonato regional

 

Bebo a ti, Ó Miséria triunfante

Que teu reinado apodreça como fortunas depauperadas

No insano hiper-mercado capital

Que os orgulhos despedaçados dos estômagos grudados que a alimentam

Vomitem em tua face todo o sangue que derramastes

Invoco aqui a ânsia e a loucura

Corroentes dos apáticos explorados

A que invistam em ti todo capital e luxúria

Produtos de tua glória

Que as fezes voem das latrinas podres da periferia

E enterrem teus soldados

Que cada tostão molhado de suor alheio

Transforme-se em uma tulipa branca

E de dentro de tua vã estupidez

Atirarás furiosa, as flores angustiantes da mesquinhez

De não ver o belo, o ser, o terno

E o tapete branco de pétalas rejeitadas

Erguer-se-á em cataratas

Lavando o pranto em jorro

Como em uma poesia bem diferida

Uma arte engajada

 

A voz cativa da mídia em ebulição

Não mais proliferando tua insensatez

Mas cantando tua morte, ó miséria

Escancarando teus carrascos

Esquartejando tuas crias, uma a uma

Imputando-as-te goela abaixo

 

E das flores, os homens

A humanidade festeja em teu sepulcro

E a glória de não mais agir em teu nome

Reina n’arte revolucionária

Entre tintas e músicas

Palavras em transe

Beliscam um a um

Os cadáveres por ti deixados.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s